quarta-feira, 22 de maio de 2013

Sport cai na ilha e as humilhações na Copa do Brasil continuam.



Time rubro-negro foi derrotado por 3 a 2, e decepciona mais uma vez na Copa do Brasil

Copa do Nordeste, Campeonato Pernambucano e, agora, Copa do Brasil. Três competições que viraram sinônimo de fracasso para o atual grupo do Sport. Eliminado no mata-mata e na Ilha do Retiro. Ontem, veio outro duro golpe. A derrota de virada por 3 a 2 para o ABC representou mais uma frustração às vésperas do time iniciar o maior objetivo da temporada, que é o acesso à Série A. Desde já, algumas certezas rondam o elenco. Melhorar o sistema defensivo e injetar criatividade no meio-campo são as principais missões de Sérgio Guedes e da diretoria para devolver a confiança mais do que abalada. Do contrário, o futuro se mostra turbulento. 

O primeiro tempo foi atestado do desequilíbrio emocional da equipe rubro-negra. No começo, a empolgação. Movido pela necessidade da vitória, o time pressionou. A torcida veio junto. Logo, veio o gol. Aos dois minutos, Maurício saltou para fazer o primeiro tento de cabeça após cobrança de falta de Marcos Aurélio. O pequeno público vibrou. Logo depois, Nunes, que se mostrou uma opção para fazer o pivô, arriscou uma meia-bicicleta e quase marca.

Em seguida, veio o contragolpe do ABC. Aos nove, Rodrigo Silva aproveitou uma brecha no lado esquerdo do Sport, invadiu a área e acertou um lindo no chute no ângulo direito de Magrão. O gol do empate serviu como marco para expor sérias deficiências na equipe de Sérgio Guedes. O desequilíbrio emocional levou o time a bagunçar o sistema defensivo. 

Com uma marcação frouxa e deixando os jogadores do Elefante livres para criar, o Leão da Ilha passou a oferecer várias chances ao Alvinegro. Foram uma, duas, três oportunidades. Marcelo Cordeiro e Moacir passaram a ser alvo de vaias. No ataque, o time também se anulou. Passou 21 minutos sem chutar uma bola. Depois, porém, o Sport conseguiu achar um gol. Novamente, Marcos Aurélio lançou certo e colocou a bola na cabeça de Renan, que voltava a jogar depois de sete meses. O golpe foi certeiro, aos 41. O Rubro-negro voltou a entrar no jogo.

A tônica do segundo tempo foi a esperada. O Sport presssionava. O ABC se fechava em uma marcação com duas linhas de quatro atletas. Com a iniciativa da partida, os rubro-negros chegaram a assustar com um chute de Lucas Lima e uma cabeçada de Nunes. Em compensação, o contra-ataque passou a ser uma importante para o rival. 

Em uma dessas brechas, Junior Xuxa passou fácil por Ailson e cruzou para Rodrigo Silva fazer o segundo gol e acabar com a esperança precocemente, aos 23 minutos. Não bastasse a eliminação, o ABC ainda encontrou espaço para virar o jogo. Na primeiro bola em que tocou, Rodrigo Santos fez o terceiro do ABC.

Hoje o Salgueiro enfrenta o Vitória na fonte Nova, joga por um empate com gols se for 0x0 vai para os pênaltis. Se não se garantir todos os Pernambucanos estarão eliminados na 2ª fase do campeonato. Bonito né?
Fonte: superesportes.com
Postar um comentário