sábado, 13 de abril de 2013

Zagueiro do YPIRANGA sonha em ser estrela da TV.

O Ypiranga-PE representa a cidade de Santa Cruz do Capibaribe, considerada um dos polos têxtis de Pernambuco. Por conta disso, o mascote do time é uma Máquina de Costura. E agora o clube está ainda mais ligado aos assuntos da moda. Fora das quatro linhas, o zagueiro Daniel de Oliveira, 29 anos, trabalha como modelo, atividade que vem exercendo paralelamente aos clubes que defende.

Foi assim quando atuou no Rio de Janeiro, onde defendeu América e Bangu, e na Bolívia, época em que jogou por Strongest e San José. Daniel é mais um dos jogadores brasileiros que trocam várias vezes de camisa, assim não esconde que a optar somente pelo futebol não passa por sua cabeça.

- Sinceramente, consigo mais dinheiro como modelo do que como jogador, então a opção de modelar é a que melhor convém. Mas eu nem gostava muito dessa ideia. Foi meu irmão, o Davi, que acabou me convencendo. Ele é mais novo, 26 anos, e sempre gostou de modelar. Acabei tomando gosto por isso também e fazendo alguns trabalhos.

Daniel acabou se acostumando aos flashes e aos desfiles com a mesma facilidade que se acostumou a marcar os adversários. E a carreira de modelo poderia ter unido a paixão pelo futebol com o prazer de estar sob os holofotes. Ele perdeu a chance de incluir a telinha no currículo que já conta com os gramados e as passarelas: seria um dos zagueiros do Divino Futebol Clube, time fictício de "Avenida Brasil", novela da Rede Globo que foi recorde de audiência em 2012.

- Apesar de ser apaixonado pelo que faço, que é jogar futebol, perco alguns trabalhos exatamente por incompatibilidade. E foi assim que perdi um teste para entrar em "Avenida Brasil" como figurante. No ano passado eu estava jogando no Belo Jardim (time do agreste pernambucano).

Ironicamente, a chance de participar da novela da Globo ficou em família, pois exatamente o caçula Davi, incentivador da carreira de Daniel, foi "contratado" pelo Divino FC, time de futebol no qual o personagem Tufão (Murilo Benício) deu os primeiros passos. O zagueiro do Ypiranga-PE ficou na torcida pelo irmão, mas lamentou não ter "disputado" a novela.

- Meu irmão acabou pegando a chance de atuar na novela - diz Daniel, resignado.

O zagueiro ainda sonha aparecer na TV, mas vai ter de esperar um pouco. No dia 24 de fevereiro, numa partida contra o Porto, válida pela primeira rodada do segundo turno do Campeonato Pernambucano, ele rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo. Além de atrapalhar o retorno do zagueiro aos gramados, também deixou adormecido o seu lado modelo.


- Estou fazendo fisioterapia todos os dias, esperando voltar no início da Série D do Campeonato Brasileiro (em junho). Também não posso fazer meus trabalhos de modelo porque mal posso me mexer, para tudo preciso de ajuda - diz ele, sem perder a esperança. Pelo contrário, ainda mais confiante. - Estarei de volta em breve, e vocês vão me ver na televisão. Jogando ou modelando.
Irmão do Zagueiro atuando na novela Avenida Brasil
Fonte: globoesporte.com
Postar um comentário