quinta-feira, 13 de março de 2014

PÚBLICO MENTIROSO é a desgraça do 100º Campeonato Pernambucano

Maria Fulosinha vai ao estádio? No interior ela não só vai como leva convidados. O público fantasma só faz piorar a imagem do nosso futebol.


1º) Santa Cruz (3 jogos como mandante)
Total: 48.642
Média: 16.214
Taxa de ocupação: 27,00%
Contra intermediários (2) – T: 19.930 8.009 / M: 9.965

2º) Sport (3 jogos como mandante)
Total: 43.066
Média: 14.355
Taxa de ocupação: 43,52%
Contra intermediários (2) – T: 25.013 / M: 12.506

3º) Salgueiro (11 jogos como mandante)
Total: 87.149
Média: 7.922
Taxa de ocupação: 79,89%

4º) Central (11 jogos como mandante)
Total: 82705
Média: 7.518
Taxa de ocupação: 38,60%

5º) Náutico (3 jogo como mandante)
Total: 18.196
Média: 6.065
Taxa de ocupação: 13,12%
Contra intermediários (2) – T: 9.412 / M: 4.706

6º) Porto (11 jogos como mandante)
Total: 62.722
Média: 5.702
Taxa de ocupação: 29,27%

Capacidade oficial dos estádios: Arruda (60.044), Arena Pernambuco (46.214), Ilha do Retiro (32.983), Lacerdão (19.478) e Cornélio de Barros (9.916).

Geral – 108 jogos (1ª fase, hexagonal do título e hexagonal da permanência)
Público total: 570.209
Média: 5.279 pessoas
TCN: 487.781 (85,54% da torcida)
Média: 4.516 bilhetes
Arrecadação total: R$ 4.298.050
Média: R$ 39.796

Fase principal – 18 jogos (hexagonal do título e mata-mata)
Público total: 183.583
Média: 10.199 pessoas
TCN: 117.555 (64,03% da torcida)
Média: 6.530 bilhetes
Arrecadação total: R$ 2.076.202
Média: R$ 115.344

Postar um comentário