segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Flamengo e Bahia foram dois dos times brasileiros que mais ampliaram os quadros de sócio-torcedor no terceiro trimestre deste ano (julho, agosto e setembro)

O ranking divulgado pela Brahma mantém a supremacia do Internacional, desde o início líder do movimento, agora com 109.681 sócios. O “Movimento Por um Futebol Melhor” reúne hoje 34 clubes e um total de 630.783 sócios.

O Grêmio se manteve em segundo lugar, com 73.962, seguido pelo Santos, em terceiro, com 53.636 associados. A boa campanha na Série B e as seguidas ações de marketing do Palmeiras garantiram o clube em sétimo com 38.305 (um salto de 43,4%).

Em quinto lugar figura o Corinthians, que agora soma 45.101 torcedores. O clube do Parque São Jorge não foi o único que amargou perdas. O Vasco (-10,1%), o rebaixado Náutico e a Portuguesa também sofreram baixas. O Timão experimentou uma perda de 5,8%, o equivalente a menos 3.950 associados.

Clubes divulgam valores diferentes

O ranking de sócios-torcedores divulgados pela Brahma gera contestação dos clubes. Da mesma forma que reclamam quando saem as pesquisas de torcedores, quase todos que possuem um número maior de sócios-torcedores.
O critério da Brahma é contar os CPFs dos sócios que estão com o pagamento ao clube está em dia.
O Corinthians aceita vários torcedores no mesmo CPF, com os dependentes pagando menos. Segundo o clube, são 60 mil adimplentes, 33% a mais do que o computado pelo ranking do Movimento.
No Vasco, se diz que os inadimplentes representam 10.260, mas esses deveriam ser contados porque têm os mesmos benefícios de quem paga (13.731). Para efeito de desconto em compras, não têm, porque são excluídos.
No Botafogo, a situação é inversa. O clube reconhece apenas 9 mil sócios torcedores, contra os 11.190 apontados pelo Movimento.

Fonte: Lancenet
Postar um comentário